Exercício de ginástica laboral

GINÁSTICA LABORAL E SEUS BENEFÍCIOS

A prática da ginástica dentro das empresas é importante pois pode provar a redução da intensidade e frequência das dores e reduzir os vícios posturais das estações de trabalho, isso é provado em um estudo que a prática da ginástica foi aplicada três vezes na semana no tempo máximo de 15 minutos cada sessão.

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiro

A literatura nos mostra que um programa de ginástica laboral traz muitos benefícios não só para a empresa, mas também ao colaborador. Na empresa constatamos o aumento da produtividade, a redução de doenças ocupacionais e de gastos com atendimento médico, marketing da empresa, diminuição significativa do absenteísmo, redução da rotatividade no quadro de funcionários e baixa das falhas cometidas. Ao colaborador ocorre melhora da autoimagem, reduz dores, estresses e alivia as tensões, reduzem casos de LER/DORT, melhora a relação dentro da empresa, a resistência a fadiga, a motivação e a saúde física, mental e espiritual.

“A nomenclatura LER – Lesão por esforço repetitivo, foi substituída por DORT – Distúrbios osteomusculares relacionado ao trabalho, em 5 de agosto de 1998, através da Ordem de Serviço 606 dada pelo Ministério da Previdência e Assistência Social. A mudança ocorreu por motivos previdenciários, para pagamento de benefícios e reconhecimento da doença. O diagnóstico da LER pode ser dado independente do local onde foi adquirida, até em casa fazendo atividades domésticas. Entretanto, a DORT só pode ser diagnosticada, quando a lesão for adquirida por atividades relacionadas ao ambiente de trabalho.”

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Portal PBH

Estudo realizado com 30 indivíduos divididos em grupo experimental e grupo controle durante três meses, mostrou que a prática de ginástica laboral reduz a intensidade e frequência de aparecimento das dores nas costas e melhora os hábitos posturais de indivíduos que trabalham na posição sentada.

Estudo da Universidade Estadual de Londrina, realizado através de questionário, nos mostra que indivíduos praticantes de ginástica laboral são mais ativos em seu tempo livre do que os que não praticam essa atividade. Assim, ele também nos mostrou que é reduzido o consumo excessivo de bebida alcoólica pelos indivíduos praticantes.

Exercício de ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Portal PBH

Em um levantamento bibliográfico foi destacado o alívio de dores corporais, a redução de casos de LER/DORT, o aumento da produtividade, a diminuição significativa do número de faltas e por conta destes benefícios existe o mais importante para a empresa que é o aumento da lucratividade.

A prática de exercícios físicos vem aprimorando-se com o passar dos anos e com isso podemos ver inúmeras formas de se exercitar. Apesar de não encontrado nas literaturas tão intensamente como a ginástica laboral, existem empresas que implementam aulas voltadas para a melhoria da postura como a ginástica postural corretiva, que tem respaldo em técnicas como o R.P.G (reeducação postural global) e o Método Pilates.

No ambiente de trabalho, durante o expediente, a forma mais eficaz é a ginástica laboral, pois não toma o tempo de produção dos colaboradores e das empresas e ainda consegue-se prevenir doenças físicas e fisiológicas.

Pode ser concluído que a implementação de programas de atividade física nas empresas vem a beneficiar ambas as partes, pois traz mais saúde ao alcance dos funcionários e tudo é revertido em lucro para o caixa das empresas.

TEXTO RETIRADO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM MEDICINA DO TRABALHO DO DR. CLAUDIO MENDITTI.

Então, gostou do artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida. COMPARTILHA!

Deixe seu comentário...