Ginástica no trabalho

GINÁSTICA LABORAL – SAÚDE NA EMPRESA


Podemos chamar toda e qualquer pratica de exercícios físicos no ambiente de trabalho de ginástica laboral. A ginástica laboral pode ser definida como uma sessão de exercícios praticada no setor de trabalho pelos colaboradores de uma determinada empresa, sendo ela voluntária e coletiva. Dividindo-se em preparatória ou compensatória. Preparatória é a ginástica realizada no início do expediente e a compensatória é realizada durante o expediente, pois já é provado que o indivíduo produz mais e melhor as tarefas de trabalho quando ele se encontra mais descontraído e apto físico, mental e socialmente. Há autores que defendem uma terceira divisão chamando de relaxante, sendo esta implementada ao fim do expediente de trabalho, pouco praticada!

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/ Conselho Nacional de Justiça – CNJ

“Ginástica laboral é uma medida para o enfrentamento de distúrbios físicos e emocionais na saúde do trabalhador, tais como: LER/DORT, estresse, lombalgias etc. Tem como objetivo “a prevenção e reabilitação das doenças que o trabalho repetitivo e monótono pode acarretar aos trabalhadores” A prática de ginástica no ambiente de trabalho nos submete a entender como as linhas de produção melhoram ainda mais seus resultados, pois segundo seus levantamentos bibliográficos os colaboradores que aderem à prática destes exercícios ficam mais dispostos ao trabalho e desenvolvem tarefas com muito mais vontade e dedicação.

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/mariaguimarães

Existem muitas divergências a respeito do surgimento da pratica desta modalidade de ginástica, mas há indícios de que tenha surgido no Japão e/ou Suécia. No Brasil ela tomou forma na década de 1990 após uma grande epidemia de doenças voltadas ao ambiente de trabalho, mas desde então, ganhou força no foco da prevenção.

A maior dificuldade encontrada pela ginástica laboral é a adesão dos colaboradores ao programa implantado pela empresa. Em muitas empresas ocorrem campanhas de conscientização que busca informar os benefícios da prática de ginástica durante o expediente. Atualmente, encontramos empresas que utilizam a frequência nas aulas como forma de pontuação, sendo assim ela passa a ser um fator determinante na participação dos lucros que são repassados aos colaboradores.

A implantação de programas de atividade física e qualidade de vida nas empresas encontra-se em grande ascensão por conta do elevado número de redução de gastos com as doenças causadas pelos postos de trabalho, levando em conta a redução do número de colaboradores afastados, fruto dos resultados positivos destes programas.

Ginástica no trabalho
Fonte: flickr.com/ Orion_Cosméticos

Para a sua prática é importante levarmos em consideração a especificidade no setor em que o colaborador atua, mantendo o foco em exercícios específicos para cada posto de trabalho.


TEXTO RETIRADO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM MEDICINA DO TRABALHO DO DR. CLAUDIO MENDITTI.

Então, gostou do artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.

Deixe seu comentário...