Exercícios para braço

SAÚDE, HUMOR E EXERCÍCIO

Exercício físico
Foto: ivo_machado/flickr.com
Exercício no campo
Foto: oscar.valerio/flickr.com

A prática de exercícios é algo que nos acompanha há muitos séculos, ao buscar alimentos, no conquistar de um território, independente de objetivo, eram práticas que obrigavam o indivíduo a se manter constantemente em atividade.

Atualmente o maior desgaste que sofremos no cotidiano se resume no desgaste psíquico, através dos problemas que vivenciamos dia após dia como por exemplo os engarrafamentos, as preocupações sociais com segurança, a falta de um transporte público digno, entre outros.

Toda a prática de exercício físico auxilia na redução do mau colesterol (LDL), da pressão arterial e dos altos índices de glicemia, fazendo com que possamos elevar o colesterol bom (HDL) melhorando com isso a saúde do indivíduo.

Sedentarismo digital e falta de exercício
Foto: Lucas Dias da Silva/flickr.com

Com a falta da prática de exercícios ocorre o aumento do peso corporal, propiciando o falecimento da saúde, desenvolvendo inúmeras doenças como a obesidade, a hipertensão arterial, alterações nos metabolismos de gordura, a resistência a insulina e até mesmo diabetes. O acúmulo dessas doenças leva o indivíduo a alterações no estado de humor.

Alguns estudos comprovam que o ser humano ao receber um estímulo ele o absorve e remete uma resposta, sendo que entre este feedback existe uma estrutura chamada de personalidade, pois o indivíduo vem a ser um sistema informacional biologicamente estruturado.

Para que a pessoa possa ter uma vida psicologicamente equilibrada deve se levar em conta uma vertente holística, devemos analisar as coisas em formato global, através de quatro elementos básicos que são os sentimentos, as emoções, o afeto e o humor.

O humor vem a ser um elemento chave na recepção e na interpretação desses estímulos, fazendo com que a resposta a esses estímulos possam ser ampliados ou reduzidos. Estudos apontam que o humor e a consciência andam paralelamente, sendo que, um tem atuação direta no lado afetivo e o outro no intelectual, respectivamente.

O fato de se aguardar uma resposta ou resultado é um importante fator na vertente afetiva, desmistificando o fato de só percebermos estímulos através do pensamento. De acordo com o momento em que o indivíduo esta passando irá ocorrer uma alteração direta em seu humor, sendo positivo ou não. O indivíduo em condições desfavoráveis apresentando alto estima baixa, provavelmente irá canalizar todo esse problema para o baixo rendimento de todas as suas atividades do cotidiano, não favorecendo com isso a sua saúde.

Exercício para braços
Foto: metalifepilates/flickr.com

Uma questão importante a ser trabalhada para a melhoria do humor é a prática de exercícios regulares, pois já é comprovado sua eficácia na liberação de Beta-endorfina e Dopamina, substâncias que atuam diretamente no relaxamento e no efeito analgésico durante e após o exercício, sendo esta prática mais eficaz, mais saudável e econômica do que tratamentos farmacológicos e psicoterápicos.

Então, pratique exercícios regulares com acompanhamento de um bom profissional de Educação Física o quanto antes e deixe de lado este baixo astral e mau humor, pois estes dois fatores só te deixam menos sociável e fazem muito mal a sua saúde.

Então, gostou de nosso artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.

Fabio Lamego

Fabio Lamego é professor de Educação Física com seis anos de experiência na área da saúde, tem seu enfoque nas atividades de melhoria da saúde como o Método Pilates. Gosta de atividades ao ar livre e curte viagem, praia e sol, ah, se for os três juntos é melhor ainda!

2 ideias sobre “SAÚDE, HUMOR E EXERCÍCIO”

  1. Nosso corpo necessita de exercícios, portanto uma simples caminhada diária feita de maneira comedida e regular já pode ser considerada uma decisão importante.

Deixe seu comentário...