Extensão da coluna vertebral

MOVIMENTOS DA COLUNA VERTEBRAL

O tronco inclui as partes lombares e torácicas da coluna vertebral; consequentemente, os movimentos destas duas regiões são considerados conjuntos. O pequeno grau de movimento possível entre as vértebras adjacentes, quando combinado através de vários segmentos, é capaz de produzir uma amplitude considerável de flexão, extensão, flexão lateral e rotação do tronco.

MOVIMENTOS
– Flexão

Coluna em flexão
Fonte: Femme morte/flickr.com

Na flexão, a coluna curva-se anteriormente. Em virtude da presença das costelas, ela é reduzida no segmento torácico da coluna, mas ampla nas regiões cervical e lombar, especialmente na junção lombossacral, onde a articulação entre os processos articulares se faz quase no sentido sagital. O principal flexor é o reto abdominal, junto com os oblíquos externos e internos; e psoas maior e menor.

– Extensão

Extensão da coluna vertebral
Fonte: vanessa dança-ufmg/flickr.com

Na extensão, a coluna arqueia-se posteriormente. Ela também é reduzida na região torácica, onde a grande inclinação dos processos espinhosos a bloqueia, mas ampla nas regiões cervicais e lombar e principalmente na junção lombossacral. Os músculos que participam da extensão são o quadrado lombar, o multifídio, o semiespinhal, o eretor da espinha e os interespinhais.

– Flexão lateral

Coluna vertebral
Fonte: flickr.com12042016/(sem restrições de diretos autorais

A flexão da coluna pode ocorrer tanto para direita ou esquerda. É o mais limitado dos movimentos cervicais, mas amplia-se quando conjugado com rotação da cabeça. É máxima no segmento lombar da coluna e reduzida no torácico. Os músculos que atuam são os oblíquos internos, os externos, os intertransversários, o reto abdominal, o quadrado lombar, o eretor da espinha e o multifídio.

– Rotação

Rotação da coluna vertebral
Fonte: wolmarcarregozi/flickr.com

Resulta da soma de pequenas torções entre vértebras adjacentes, permitidas por seus discos intervertebrais e pela natureza das respectivas articulações sinoviais. Em movimentos combinados a rotação amplia-se. Assim, no segmento cervical, ela é máxima, quando combinada com a flexão lateral. Existe na região torácica, mas é mínima na lombar. Nas torções do tronco deve-se levar em conta que boa parte se deve a movimentos do quadril e não só da coluna. Os músculos responsáveis são os oblíquos interno, o externo, o multifídio, os rotadores e o semiespinhal.

Esse texto foi bastante técnico e científico, mas vale buscar informações em todas as plataformas. Curta e compartilhe nossa página com seus amigo.

 CURTA E COMPARTILHE com seus amigos.

Deixe seu comentário...