Arquivo da categoria: Dor

6 DICAS DE COMO PREVENIR DOR LOMBAR

Esta semana nossos artigos tiveram o enfoque na dor lombar, por isso nós sabemos que a lombalgia pode chegar a acometer em média 80% da população adulta. Sendo assim, hoje vamos falar sobre como prevenir esse incômodo. Daremos opções de como se livrar da lombalgia e seguir a vida com mais saúde e disposição.

PILATES

Método ginástico que tem como objetivo o fortalecimento das musculaturas da região central do corpo como os músculos transverso, reto e oblíquos abdominais, multífidos, assoalho pélvico, diafragma, glúteos, etc. Seu criador, Joseph Pilates, sempre defendeu a importância de uma região do CORE forte para reduzir os problemas que acarretam dor nesta região. Deixando claro a importância de que haja um fortalecimento corporal desta região central do corpo para as extremidades.

Dor lombar, prevenção 1
Fonte: Take Charge Fitness/flickr.com

MOBILIDADE E FLEXIBILIDADE

Os trabalhos de mobilidade e flexibilidade, fazem com que o corpo reduza a contração muscular em excesso em determinado músculo ou região, seja ela, de pequena ou grande porte. Por exemplo, os exercícios de mobilização de quadril e/ou coluna reduzem a tensão de todas as musculaturas desde o quadril até a cervical, isso por conta de suas interligações e da redução das co-contrações musculares. O corpo flexível ajuda a reduzir a possibilidade de desenvolver problemas ósseos, musculares e articulares.

Mobilidade na Dor lombar
Fonte: Sam Zielsdorf/flickr.com

GINÁSTICA LABORAL

Exercícios físicos com o intuito de aliviar tensões musculares e preparar o indivíduo para o trabalho. Alguns autores dividem ela em até três partes: preparatória, compensatória e relaxante. A ginástica preparatória ocorre no início do expediente e tem como objetivo de aquecer e deixar o corpo em alerta para as atividades de trabalho que serão desenvolvidas. A compensatória ocorre durante o horário de trabalho, no meio do turno, com o intuito de aliviar as tensões já adquiridas durante o turno de trabalho. E a relaxante é realizada ao fim do expediente e tem como objetivo, colocar o colaborador em homeostase mental e física, acalmando-o, para que possa regressar a sua residência sem as tensões do trabalho que desempenha.

Ginástica laboral na dor lombar
Fonte: Simão Imóveis/flickr.com

FISIOTERAPIA

A fisioterapia como geralmente conhecemos, é um método voltado para o quadro de dor alojada em determinada parte do corpo ou recuperação de alguma região que esteja debilitada. Mas temos a possibilidade de sermos acompanhados por um fisioterapeuta com o foco na prevenção, chamamos de fisioterapia preventiva.

Fisioterapia na dor lombar
Fonte: Faculdade Santa Marcelina – Oficial/flickr.com

YOGA

Método de treino idealizado no Brasil por Hermógenes, e difundido por todas as regiões de nossa pátria. Segundo Ele, Yoga é o caminho para se levar a Deus. Mas além da parte energética, contamos bastante com o desenvolvimento da parte física, que supre as musculaturas, nutrindo e deixando-as ainda mais oxigenadas e sem dor.

Yoga na dor lombar
Fonte: CBdesenhos/flickr.com

ACUPUNTURA

A acupuntura tem sua base na Medicina Tradicional Chinesa, por esse motivo seu diagnóstico é realizado através da concepção do Yin Yang e dos 5 elementos (água, madeira, fogo, terra e metal). Cada elemento deste, está ligado a um órgão e uma víscera, sendo assim, cada um deles tem sua função energética no organismo.

Acupuntura na dor lombar
Fonte: Gabinete de Estética/flickr.com

Um exemplo que costumo dar é a respeito do vento frio do ar condicionado em cima da pessoa ao se deitar, este ar quando invade o organismo causa muitos problemas e um dos principais é a dor na região lombar, analisando assim que a principal dica é fugir da direção do vento congelante do ar condicionado.

Gostou das dicas, ainda tem muito mais pra você. Compartilhe com seus amigo, conta pra eles o que você aprendeu conosco. Até logo!

Texto escrito por: Fabio Lamego – Profissional de Educação física com especialização em Fisiologia e Treinamento, Método Pilates e Acupuntura. Divide em cada artigo um pouco do que aprendeu durante sua jornada acadêmica e o que já viu em suas andanças pelo mundo a fora. “Passe as informações a diante”.

LOMBALGIA E MÚSCULOS DO CORE

Sentir dor incomoda a qualquer um de nós seres humanos, seja ela em qualquer região do corpo. Tendo em vista a dor lombar e suas disfunções musculares, existem evidências de que músculos abdominais profundos, especialmente transverso abdominal e multifídio, são afetados na presença de dor lombar e instabilidade segmentar.

Dor de cabeça por dor lombar
Fonte: Ingrid154/flickr.com

Entre todos os músculos que fazem parte da região paravertebral, os multifídios são responsáveis pelo movimento de estabilização das articulações da coluna vertebral, isso pode ser explicado com base na anatomia, pois eles são os únicos que apresentam fibras musculares inseridas em todas as vértebras da coluna vertebral. Segundo algumas pesquisas, a sua ação é realizar a estabilização de vértebras adjacentes e controle da movimentação de toda a coluna vertebral ajudando na efetividade dos músculos longos, sendo capaz de fornecer a estabilização intra-segmentar para a coluna lombar em todas as posições. Estudos realizados através de eletromiografia e descrições de sua inervação fizeram com que ele sugerisse que um atraso na ativação de apenas um multifídio durante o movimento da coluna lombar levaria a uma diminuição da estabilidade segmentar e provocaria uma lesão localizada.

Redução da dor lombar
Fonte: Luuh andre/flickr.com

O músculo transverso abdominal é o mais profundo e mais importante atuando com o aumento da pressão intra-abdominal fornecendo assim a estabilização dinâmica contra forças de rotação e translação na coluna lombar e proporcionando ineficiência neuromuscular ideal para a região central do corpo. Possui sua origem na face interna das seis últimas costelas, onde se interliga com as fibras costais do diafragma, fáscia lombar, crista ilíaca, ligamento inguinal inserindo-se na aponeurose ventral.
Sua inserção posteriormente é dentro da fáscia toracolombar e anteriormente na bainha do reto abdominal sendo considerada junto com o oblíquo interno os únicos músculos a terem ligações com o tronco anterior e com a coluna, realizando através da horizontalização de suas fibras a tensão da fáscia toracolombar que resulta na rigidez da coluna lombar e também aumento da pressão intra-abdominal que comprimi as vísceras na face anterior da coluna sendo estas contrárias à lordose lombar.

O transverso abdominal atuando junto com os abdominais oblíquos possui uma função importante na estabilização da coluna lombar limitando a translação e rotação desta. Este realiza uma cintura abdominal verdadeira que sustenta as vértebras lombares e vísceras auxiliando na realização da defecação, tosse e parto.  Ele também participa na extensão isométrica do tronco e esta relacionado com a mudança da pressão abdominal gerando um aumento da estabilidade vertebral, com seu enfraquecimento se surgiria uma protusão abdominal e um aumento da lordose lombar. Alguns pesquisadores, verificaram através de um exame chamado de eletromiografia que o transverso abdominal associado aos outros músculos abdominais é o primeiro a ser ativado em relação ao sinergista principal do movimento sendo caracterizado este fato como sendo “feedforward”. Por essa sua antecipação ao movimento e pelos distúrbios da ação do agonista o transverso abdominal atua produzindo uma rigidez lombar que previne a instabilidade que geraria a dor lombar.

Estabilização lombar COM DOR
Fonte: Felipe Fortunato/flickr.com

O termo estabilização refere-se ao controle mecânico articular, onde os músculos agem como limitadores e controladores do movimento e prevenindo danos a ligamentos e cápsulas.
Na estabilização da coluna vertebral é importante um centro neuromuscular íntegro, para execução dos movimentos necessários a realização de uma tarefa motora, e promoção de forças que visam estabilidade, pois ele recebe informações das estruturas dos sistemas ativo e passivo, tentando manter a estabilidade espinhal e evitando substituição compensatória dos músculos globais na presença de disfunção. Mantenha seus músculos fortes e flexíveis, e com isso ficará cada vez mais afastado de momentos dolorosos.

CURTA E COMPARTILHE com seus amigos.

DOR LOMBAR

Mãos na lombar com dor
Fonte: vivaplenamente1/flickr.com

As alterações de dor na coluna lombar têm sido bem documentadas nas várias populações. A coluna, em função de seus múltiplos segmentos e articulações, têm um alto potencial para permitir a manifestação de numerosas patologias. Algumas pesquisas referem-se que de  50% a 80% de todos os adultos irão sofrer de lombalgia durante a sua vida. Na Inglaterra, a somatória de dias perdidos no trabalho pela população com quadro de lombalgia tem sido estimada em mais de 18 milhões por ano. Os programas de tratamento variam de repouso, exercícios físicos, cirurgia e terapias alternativas como acupuntura, auriculoterapia e quiropraxia.

Dor nas costas
Fonte: Azlin Solar/flickr.com

A dor lombar, como grande causa de morbidade e incapacidade, tem incidência apenas menor que a cefaleia, isso entre os distúrbios de dor que acometem nós seres humanos. Há relatos na literatura que até 1990, os gastos anuais com esse problema foram de cerca de 23,5 bilhões de dólares, somente nos Estados Unidos.

Dor lombar na terceira idade
Fonte: Ludmila Tavares/flickr.com

Dor lombar ou lombalgia é um sintoma, por conta disso não devem ser medidos esforços para elucidar sua causa. Como sintoma, é incaracterística e recebe influências do sistema nervoso central e de emoções como o medo. Consiste em dor localizada na região inferior do dorso, na base da coluna lombar, entre o último arco costal e a prega glútea.

Causas

As causas desta manifestação de dor podem ser: hérnias ou abaulamento discal, má postura, período gestacional, escoliose, exercícios executados erroneamente, sobrecarga de peso nos exercícios, obesidade, irritação de raiz nervosa, espondilose, espondilolistese, espondilite anquilosante, fraturas, discopatias, distensão lombar, impacto facetário, artrose, cirurgias, osteoporose, estenose do canal vertebral, infecções, neoplasias, lesão medular, osteófitos, etc.

Dor na hérnia de disco
Fonte: anderson.luisschmidt/flickr.com

Segundo estudos os traumas de coluna toracolombar são muito freqüentes, representando 89% das fraturas de coluna e sua associação com lesões neurológicas ocorre em 50 de cada um milhão de pessoas por ano, aproximadamente. A maioria dos pacientes é do sexo masculino, com idade entre 15 e 30 anos. Este é outro diferencial entre as causas de dor lombar e deve ser lembrado quando existe história de trauma maior em adultos e de trauma menor em pacientes osteoporóticos. As principais causas para estas fraturas são os acidentes automobilísticos, as quedas de altura, as lesões no esporte e a violência urbana. O uso do cinto de segurança tem prevenido e reduzido a incidência destas fraturas.

Ficou curioso para saber como prevenir as causas de dor lombar, então fique ligado aqui no nosso blog estaremos lançando um artigo sobre como prevenir a lombalgia.

CURTA E COMPARTILHE com seus amigos.

PILATES: BENEFÍCIOS DE SUA PRÁTICA

O Método Pilates, uma prática de ginástica desenvolvida por seu idealizador Joseph Humbertus Pilates, o famoso Joe. Assim que foi criado era conhecido como Contrologia, a arte ginástica que interliga mente, corpo e espírito. Nesse artigo vamos tratar de alguns dos muitos benefícios do Pilates.

Integrar corpo e mente

Pilates e consciência corporal
Fonte: Greeg Borges/flickr.com

A prática do Método Pilates ajuda a manter o equilíbrio do corpo como um todo, aumentando a concentração, a capacidade respiratória, a centralização de força corporal (Power house), a precisão e o controle nos movimentos. Desenvolve com isso a funcionalidade.

Controle e aumento da força muscular

Pilates - Teaser
Fonte: metalifepilates/flickr.com

Contando com a resistência da gravidade e a resistência das molas, a prática do Pilates tonifica desde pequenos a grandes grupamentos musculares, vale lembrar da grande importância dos aparelhos como Cadillac, Reformer, Chair, Barrel e Wall Unit, que se utilizam dessas resistências e até mesmo do próprio peso corporal auxiliando no aumento desta força e da resistência muscular.

Melhora a capacidade respiratória

Pilates e respiração
Fonte: ambar230/flickr.com

Assim como as demais musculaturas do corpo humano, a prática regular de Pilates estimula a ativação da musculatura do diafragma, principal músculo do sistema respiratório, responsável pela ampliação da capacidade respiratória e juntamente com as musculaturas do transverso abdominal e assoalho pélvico, fazem uma melhor estabilização da parte central do corpo, chamada no Pilates de Power House e conhecida normalmente de região do CORE.

Aumenta a energia

Extensão de tronco no Pilates
Fonte: metalifepilates/flickr.com

Por conta da troca gasosa realizada naturalmente pelos exercícios respiratórios, o ar ruim, como dizia Joe Pilates, sai e o ar mais puro entra preenchendo os pulmões e favorecendo a melhor filtragem sanguínea aumentando a energia do indivíduo.

Aumenta a flexibilidade

Pilates no Reformer
Fonte: metalifepilates/flickr.com

A prática regular do Pilates favorece a melhoria do condicionamento da flexibilidade corporal graças ao uso de molas e faixas elásticas. O uso de contra força muscular exercido por esses acessórios, inibem mecanismos de defesa do corpo fazendo com que isso favoreça ao aumento da flexibilidade.

Reeduca a postura e alinhamento corporal

Pilates no Barrel
Fonte: metalifepilates/flickr.com

Pilates oferece também, como mais um de seus benefícios,  o auxílio na correção de postura, dando ao corpo estímulos corretos e com isso, o direito de se movimentar com mais naturalidade. Tendo como trabalho, fortalecer a musculatura e devolver flexibilidade ao corpo levando ao seu verdadeiro alinhamento.

Maior consciência corporal

Pilates e Yoga
Fonte: Eterno Imortal/flickr.com 7

O Pilates como método de treinamento, permite que o praticante sinta regiões do corpo que estão sendo trabalhadas, e por conta deste fator, melhora a sensibilidade desenvolvendo a percepção. Para a execução dos movimentos de Pilates é exigida uma alta concentração com o intuito de melhorar ainda mais a qualidade do exercício que exige um menor número repetições para que não haja compensações(a famosa “roubadinha”).

Aumenta o equilíbrio e a coordenação

Pilates e equilíbrio
Fonte: Eterno Imortal/flickr.com

O Método Pilates faz com que a força muscular, flexibilidade, concentração e respiração sejam trabalhados em conjunto, no qual por consequência, é trabalhado e desenvolvido maior equilíbrio e coordenação.

Previne lesões e reduz dores musculares

Pilates na dores corporais
Fonte: CCPazeVida/flickr.com

O Método Pilates por fortalecer o corpo como um todo, faz com que as estruturas corporais como músculos, tendões, ligamentos e articulações, estejam sempre preparadas para receber estímulos sem que haja prejuízo na estrutura explorada. Diminui e elimina dores decorrentes de má postura e de algumas patologias musculoesqueléticas específicas. Porém, recomendasse passar por uma avaliação médica e procura um especialista para dar início ao seus treinos de Pilates. Essa passagem por especialistas é para que se possa planejar, sem danos a saúde dos praticantes, um trabalho adequado com os exercícios do Pilates.

Aumenta a auto-estima

Pilates na auto estima
Fonte: GabrielArriolaBravo/flickr.com

A prática correta de Pilates permite que se alcance de forma prazerosa o controle e o aumento das capacidades do próprio corpo, melhorando a qualidade de vida. O praticante, que passa a saber até onde seu corpo pode ir, começa a acreditar mais em sua capacidade física e se entrega cada vez mais na prática de Pilates.

Previne e reduz o estresse

Pilates na prevenção do estresse
Fonte: Nossa Jacareí/flickr.com

Tendo a oportunidade de fugir da rotina de trabalho e de todos os problemas do dia a dia, ao praticar o Pilates, já é de grande ajuda a sensação de alívio do estresse. A forma de execução dos exercícios junto a respiração com foco e concentração, ajuda a colocar corpo e mente em conjunto e pleno alinhamento, promovem com isso um grande relaxamento corporal de forma geral.

CURTA E COMPARTILHE com seus amigos.

Texto escrito por: Jefferson Lenk – Estudante de Educação Física da Universidade Estácio de Sá. Fabio Lamego – Profissional de Educação física com especialização em Fisiologia e Treinamento, Método Pilates e Acupuntura. Ambos dividem em cada artigo um pouco do que aprenderam durante sua jornada acadêmica.“Informação é feita para ser passada!”

DOR

É a sensação na qual alguém experimenta desconforto, angústia ou sofrimento devido à estimulação dos nervos sensitivos. A dor resulta da irritação ou inflamação dos tecidos sensíveis à dor dentro da musculatura do indivíduo. Ela pode ser física ou psicológica. Uma atividade em uma postura inerte indevida ou em movimentação inadequada, pode provocar uma reação dolorosa no organismo. Segundo a sociedade brasileira para estudo da dor, a dor varia de acordo com as vivências anteriores de cada ser humano. Existem pessoas mais toleráveis e/ou menos toleráveis a dor.

Lombalgia, dor lombar
Fonte: fickr.com/wiltanfsa

Em momentos em que estamos alegres e com muito entusiasmo, por conta de  algum resultado positivo ou até mesmo um sim daquela pessoa que antes era apenas um amor platônico, pode transformar uma sensação de dor em prazer, como também em casos contrários pode inverter aumentando assim a sensação da dor.  Existem também os casos em que a pessoa sente prazer na dor ou sente prazer em causar a dor (masoquista e sadista).

A dor é importante em dois tipos de caso:

1° no diagnóstico de algum problema muscular, como por exemplo a lombalgia. A dor se encontra em algum lugar do corpo sinalizando que algo está de errado com aquela região, sendo assim, o corpo cria um mecanismo de defesa, a dor, que faz com que a pessoa pare de movimentar aquele local por conta do desconforto causado.

Dor lombar
Fonte: flickr.com/Henrique Manreza

2° dor no extremo da amplitude do movimento: este tipo de resposta é criado por deficiência biomecânica, mas é geralmente causado pelo encurtamento da cápsula ou dos ligamentos, que criam um aumento de rigidez ao término da amplitude.

Informações da sociedade brasileira para estudo da dor diz que a ocorrência de dor, especialmente crônica, é crescente, talvez em decorrência de:

  • “novos hábitos de vida;”
  • “maior longevidade do indivíduo;”
  • “prolongamento de sobrevida dos doentes com afecções clínicas naturalmente fatais;”
  • “modificações do ambiente em que vivemos; e provavelmente, do reconhecimento de novos quadros dolorosos e da aplicação de novos conceitos que traduzam seu significado.”
dor
Fonte: flickr.com/atualidadedapedra

Segundo alguns autores, a dor aguda é aquela que ocorre imediatamente após o tecido ser atingido e/ou que dure menos de 6 semanas; quando esta dor dura de 6 a 12 semanas classifica se de sub aguda e, além disso, se os sintomas persistirem é definida como crônica.

É aconselhável que o indivíduo trate a causa de sua dor, não deixando que ela se interiorize ainda mais, tornando se uma dor crônica, sendo assim, torna se mais complexa a questão da cura.

Dor corporal, lombalgia

Fonte: flickr.com/raisdata

COMPARTILHE com seus amigos e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.

GINÁSTICA LABORAL E SEUS BENEFÍCIOS

A prática da ginástica dentro das empresas é importante pois pode provar a redução da intensidade e frequência das dores e reduzir os vícios posturais das estações de trabalho, isso é provado em um estudo que a prática da ginástica foi aplicada três vezes na semana no tempo máximo de 15 minutos cada sessão.

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiro

A literatura nos mostra que um programa de ginástica laboral traz muitos benefícios não só para a empresa, mas também ao colaborador. Na empresa constatamos o aumento da produtividade, a redução de doenças ocupacionais e de gastos com atendimento médico, marketing da empresa, diminuição significativa do absenteísmo, redução da rotatividade no quadro de funcionários e baixa das falhas cometidas. Ao colaborador ocorre melhora da autoimagem, reduz dores, estresses e alivia as tensões, reduzem casos de LER/DORT, melhora a relação dentro da empresa, a resistência a fadiga, a motivação e a saúde física, mental e espiritual.

“A nomenclatura LER – Lesão por esforço repetitivo, foi substituída por DORT – Distúrbios osteomusculares relacionado ao trabalho, em 5 de agosto de 1998, através da Ordem de Serviço 606 dada pelo Ministério da Previdência e Assistência Social. A mudança ocorreu por motivos previdenciários, para pagamento de benefícios e reconhecimento da doença. O diagnóstico da LER pode ser dado independente do local onde foi adquirida, até em casa fazendo atividades domésticas. Entretanto, a DORT só pode ser diagnosticada, quando a lesão for adquirida por atividades relacionadas ao ambiente de trabalho.”

Ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Portal PBH

Estudo realizado com 30 indivíduos divididos em grupo experimental e grupo controle durante três meses, mostrou que a prática de ginástica laboral reduz a intensidade e frequência de aparecimento das dores nas costas e melhora os hábitos posturais de indivíduos que trabalham na posição sentada.

Estudo da Universidade Estadual de Londrina, realizado através de questionário, nos mostra que indivíduos praticantes de ginástica laboral são mais ativos em seu tempo livre do que os que não praticam essa atividade. Assim, ele também nos mostrou que é reduzido o consumo excessivo de bebida alcoólica pelos indivíduos praticantes.

Exercício de ginástica laboral
Fonte: flickr.com/Portal PBH

Em um levantamento bibliográfico foi destacado o alívio de dores corporais, a redução de casos de LER/DORT, o aumento da produtividade, a diminuição significativa do número de faltas e por conta destes benefícios existe o mais importante para a empresa que é o aumento da lucratividade.

A prática de exercícios físicos vem aprimorando-se com o passar dos anos e com isso podemos ver inúmeras formas de se exercitar. Apesar de não encontrado nas literaturas tão intensamente como a ginástica laboral, existem empresas que implementam aulas voltadas para a melhoria da postura como a ginástica postural corretiva, que tem respaldo em técnicas como o R.P.G (reeducação postural global) e o Método Pilates.

No ambiente de trabalho, durante o expediente, a forma mais eficaz é a ginástica laboral, pois não toma o tempo de produção dos colaboradores e das empresas e ainda consegue-se prevenir doenças físicas e fisiológicas.

Pode ser concluído que a implementação de programas de atividade física nas empresas vem a beneficiar ambas as partes, pois traz mais saúde ao alcance dos funcionários e tudo é revertido em lucro para o caixa das empresas.

TEXTO RETIRADO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EM MEDICINA DO TRABALHO DO DR. CLAUDIO MENDITTI.

Então, gostou do artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida. COMPARTILHA!

PILATES NA REDUÇÃO DE DOR NAS COSTAS

O Método Pilates é uma manifestação de atividade física que, segundo seu criador, faz a integração de corpo, mente e espírito. Os trabalhos de mobilidade articular que encontramos facilmente nos exercício de Pilates ajudam diretamente na redução de dores em algumas regiões do nosso corpo. Com base no Pilates tradicional podemos dizer que este Método deu início com 32 exercícios inspirados basicamente na prática da Yoga.

As dores na região baixa das costas ou melhor dizendo dores lombares, afligem muita das vezes pessoas que trabalham com transporte de carga, pessoas que trabalham muitas horas do dia de pé e/ou sentado. O Pilates ajuda na redução destas dores.

Segundo pesquisas a prática de exercícios de Pilates de 2 a 3 vezes por semana ajudam na redução das lombalgias causadas pelo corre-corre da sociedade atual. Busque a prática do exercício físico para melhorar não apenas sua saúde física, mas também a saúde mental.

Então, reduza suas dores nas costas com apenas 4 dicas de exercícios de Pilates:

1- The Bridge (Ponte) – é a elevação do quadril mantendo sua mobilidade tanto ao elevar o quadril quanto ao desce-lo.

Pilates - the bridge fase1
Fase 1 – coluna posicionada em neutra (manter as curvas fisiológicas da coluna) no solo.
Pilates - the bridge fase 2
Fase 2 – elevação mobilizando o quadril.

2- The Cat (Gato) – este movimento lembra a movimentação de arrepiar que os gatos realizam, por isso o nome The Cat.

Pilates -  The Cat fase 1
Fase 1 – manter-se em 4 apoios com a coluna posicionada em neutra.
Pilates - The Cat fase 2
Fase 2 – arrepiar a coluna mobilizando o quadril e o pescoço.

3- Spine stretch (alongamento de coluna) – manter-se sentado com as pernas estendidas, evitando que flexione. Manter as curvas naturais da coluna.

Pilates - spine strech fase 1
Fase 1 – sentado com pernas estendidas e a coluna posicionada em neutra.
Pilates - spine strech fase 2
Fase 2 – Alongar a coluna alcançando o máximo de distância que seu corpo permitir.

4- Single Leg stretch (alongar perna unilateral)

Pilates - single leg stretch fase 1
Fase 1 – mantenha o tronco elevado, segure uma das pernas e a outra estendida.
Pilates - single leg stretch fase 2
Fase 2 – repetir a fase 1 trocando a perna que está abraçado.
OBS exercício 5: Caso sinta incômodo no pescoço, realize o exercício com o tronco no solo.

Mantenha sempre a qualidade nos movimentos, não só os de Pilates, o abuso na sobrecarga pode atrapalhar a qualidade na execução. Trabalhe sua respiração ao máximo, tanto a inspiração quanto a expiração, não economize! Tente trabalhar com duas respirações em cada fase dos movimentos apresentados, NÃO EXAGERE NAS REPETIÇÕES!

Enfim, pratique e diga adeus as dores nas costas.

LEMBRANDO, NESSE POST SÃO APENAS DICAS! MAIORES INFORMAÇÕES, PROCURE UM PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA OU FISIOTERAPIA HABILITADO À LECIONAR O MÉTODO PILATES.

Então, gostou de nosso artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novas dicas sobre saúde e qualidade de vida.

Fabio LamegoFabio Lamego é professor de Educação Física com seis anos de experiência na área da saúde, tem seu enfoque nas atividades de melhoria da saúde como o Método Pilates. Gosta de atividades ao ar livre e curte viagem, praia e sol, ah, se for os três juntos é melhor ainda!