Arquivo da categoria: Dieta

AUMENTEI DE PESO, SOU OBESO?

Os incômodos com as questões do peso não é um fato novo, em 460-377 a.C, Hipócrates disse: “se pudéssemos dar a cada individuo a quantidade certa de alimentos e exercícios, nada em excesso, nós teríamos encontrado o caminho certo para a saúde”. Mesmo sem os recursos e sem estudos comprovados, foi possível detectar que a alimentação irregular e a falta de atividade física eram os maiores aliados da obesidade. Esta visão de Hipócrates foi aderida por autores, que disseram que “a falta de atividade física é um fator claro do elevado índice de excesso de peso e obesidade, encontrado na sociedade moderna.”

Obesidade na arte
Fonte: by Fabio Lamego – Praça Santo Domingo, Cartagena – Colômbia.

A prevalência de obesidade na fase da infância e na adolescência pode ser um dos agravantes principais para haver a possibilidade de obesidade na fase adulta do indivíduo. A obesidade é hoje um dos maiores problemas de saúde na sociedade atual. A obesidade nos estados unidos acomete mais de 40% da população e este número tende a ter um aumento considerável.

Existem dois tipos de obesidade, a andróide que é vulgarmente conhecida como formato de maçã, é assim conhecida por dar ao corpo do individuo um formato parecido com o de uma maçã.

Obesidade na dança
Fonte: Cea./flickr.com

Este tipo de obesidade é mais freqüente em homens e vem acompanhado pelo aumento de glicose, triglicerídeos e hipertensão arterial. É possível acompanhar neste tipo de obesidade um maior acúmulo de gorduras na região abdominal. O outro tipo de obesidade é o tipo ginecóide ou formato pêra, sendo mais freqüente em mulher. Observa-se um acúmulo de gorduras na região do quadril.

A obesidade é um fator de risco iminente para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, e esta doença tem sido agravada devido às facilidades da vida moderna uma vez que um indivíduo hoje em dia, é capaz de pagar uma conta sem precisar sair de casa, acessando a internet e com alguns cliques ele joga fora a oportunidade de realizar uma breve caminhada de 10 a 20 minutos, o que já seria aceitável para os padrões de atividade física.

Todo e qualquer ser humano com um maior acúmulo de gordura em torno dos órgãos tem a facilidade de aumento do risco de doenças cardiovasculares. Observando este motivo, além de nos guiarmos pelo cálculo de massa corporal, o famoso IMC, devemos observar o estereótipo do indivíduo.

Obesidade na teoria
Fonte: burrifotografie.ch/flickr.com

Atletas Bodybuilding tem o índice de massa corporal (IMC) alto, mas nem por isso tem o percentual de gordura elevado, pelo contrário, os índices de percentual de gordura são baixíssimos em comparação ao percentual de massa muscular. Pelo fato de uma avaliação de IMC de um indivíduo desses dar elevado só podemos dizer que ele é “obeso” em teoria, pois ao visualizar, vemos um corpo altamente digitalizado.

CURTA E COMPARTILHE esse artigo com seus amigos.

Texto escrito por: Fabio Lamego – Profissional de Educação física com especialização em Fisiologia e Treinamento, Método Pilates e Acupuntura. Divide em cada artigo um pouco do que aprendeu durante sua jornada acadêmica e o que já viu em suas andanças pelo mundo a fora. “Informação é feita para ser passada!”

Dieta: alimentação na medicina chinesa

A dieta alimentar é a base da medicina tradicional chinesa. Através dela que conseguimos a energia base para nosso organismo. Essa filosofia de vida vem também acompanhada dos fitoterápicos chineses, das práticas de exercícios físicos regulares e da acupuntura (moxabustão, auriculoterapia, acupressura e etc.)

Yoga na dieta
Fonte: Kookstudiogids.nl/flickr.com

As doenças que se aproveitam de nosso organismo, vem na maioria das vezes por conta de uma dieta de baixos nutrientes energéticos. Segundo a medicina tradicional chinesa é importante termos um organismo forte, mantendo nosso sistema imunológico elevado para assim não deixarmos que a doença adentre nosso corpo.

Dieta na Medicina Chinesa
Fonte: jiformales (yajo) – super busy …/flickr.com

Devemos observar na dieta que comer em quantidade é inversamente contrário de comer com qualidade. Muitas pessoas substituem na dieta, importantes refeições com alta quantidade de nutrientes por uma alimentação rápida e rica em gorduras e carboidratos, os famosos “fast food”. Vale ressaltar que a grande importância do alimento é a energia que ele pode fornecer ao seu organismo para beneficiar sua funções vitais, em outras palavras, para a medicina chinesa há alimentos específicos para cada tipo de pessoa, com base nos cinco elementos (água, madeira, fogo, terra e metal). Comece a notar que alguns alimentos fazem bem a certas pessoas e na dieta de outras faz mal.

O consumo de leite de “vaca” não é indicado para nós seres humanos, a Universidade de Harvard em pesquisas recentes alertou quanto ao consumo deste tipo de alimento em nossa dieta. Puderam provar a grande possibilidade de desenvolvimento de câncer no organismo humano no longo prazo. Na visão tradicional chinesa eles mostram que o leite aumenta a umidade em nosso organismo e com isso podemos nos deixa propício ao aumento de doenças por conta desta umidade. Vale lembrar que, o ambiente úmido desenvolve um grande número de bactérias.

Dieta sem leite
Fonte: Gabrielle Falcao/flickr.com

O leite materno é para ser consumido até sua idade de amamentação correta e a partir de então o cálcio para nosso organismo tem que ser buscado em vegetais de cor verde escura como o brócolis e a couve manteiga, mas procure um nutricionista para uma melhor orientação em sua dieta e consuma com moderação. E fica o alerta, o leite materno não é substituído por nenhuma outra forma de nutriente na dieta da criança. Cabe saber que o ser humano é o único animal que continua a consumir leite após a vida adulta, mas não o materno e sim o de outras fontes.

Dieta e fitoterápico chinês
Fonte: Ana Paula Hirama/flickr.com

“Comer pra viver ou viver pra comer?!”, pense nessa frase e reflita sua vida.

“Os médicos excepcionais previnem doenças. Os médicos medianos curam doenças que ainda não se manifestaram. Os médicos medíocres tratam de doenças já manifestadas.” (Chinesisches Sprichwort, 2000 v. Chr./Livro: Os 5 elementos na alimentação equilibrada, pág. 09) 

CURTA E COMPARTILHE com seus amigos.

Texto escrito por: Fabio Lamego – Profissional de Educação física com especialização em Fisiologia e Treinamento, Método Pilates e Acupuntura. Divide em cada artigo um pouco do que aprendeu durante sua jornada acadêmica e o que já viu em suas andanças pelo mundo a fora. “Informação é feita para ser passada!”

PRESSÃO ARTERIAL

A pressão arterial é a força exercida pelo sangue na parede das artérias, sendo denominado pela quantidade de sangue bombeado e a resistência ao fluxo sanguíneo. Ela surge a partir da musculatura cardíaca, sendo criada pela contração ventricular que é a força de condução do sangue através do sistema circulatório. A parede dos vasos tem um papel importantíssimo, pois quando ocorre o relaxamento do ventrículo, as paredes dos vasos retraem-se e as válvulas semilunares se fecham fazendo com que haja uma continuidade do fluxo sanguíneo.

Pressão arterial
Foto: flickr.com/hrubiales

Essa pressão na parede dos vasos ocorre através do ciclo cardíaco que se divide em sístole e diástole. A sístole é a fase de contração do ventrículo e a diástole é a fase de relaxamento. Simultaneamente, quando ocorre a sístole ventricular esta ocorrendo à diástole atrial, seguindo desta forma durante o ciclo cardíaco.

Aparelho de pressão arterial
Foto: flick.com/Permed

Segundo alguns autores, a pressão de homens adultos normais é estimada entre 120/80mmhg e em mulheres entre 110/70mmhg. De forma geral a pressão arterial dita normal fica entre 130/70mmhg ou 120/80mmhg.

Para realizar a medição é necessário de um instrumento chamado de esfigmomanômentro, instrumento este formado por um manguito e um manômetro, e de um estetoscópio para escutar as insuflações. O primeiro som que se ouvi no estetoscópio, sendo ele o mais forte, é a sístole e o que vai desaparecendo é a diástole, sendo assim, não sabendo usar procure um profissional da área da saúde.

O volume sanguíneo é um dos fatores que afetam na P.A, depende interinamente da homeostase. Esta redução depende do trabalho em conjunto dos rins com o sistema cardiovascular. Caso haja uma diminuição no volume de líquido, tem que ser feita uma ingestão hídrica ou uma infusão intravenosa por um profissional capacitado. Os principais fatores que afetam o volume sanguíneo são: desidratação, hemorragias e ingestão de uma grande quantidade de líquidos.

Sal aumenta a pressão arterial
Foto: flickr.com/Vanessa Scarabelot

Fique atento com a alimentação por conta do consumo excessivo de sal e da ingesta de produtos industrializados ricos em sódio em sua composição.

Então, gostou de nosso artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.

DIETA DE CONTROLE ALIMENTAR

Manter uma dieta de controle alimentar nos dias atuais é uma tarefa muito árdua e muitas vezes é impossível, mas com um pouco de força de vontade e dedicação ao regramento, dá  para alcançar os objetivos de redução de peso, baixa das taxas de colesterol e os níveis de triglicerídeos e também os níveis de glicose.

Esta forma de dieta retira da nossa mente o sentimento de culpa de termos assumido um compromisso de realizar uma forma de alimentação e não estamos cumprindo. Pois com o controle alimentar você não precisa parar de comer isso ou aquilo, pode-se dizer que é mais uma forma de controle corporal e mental do que uma dieta propriamente dita.

Dicas

– Evite excessos: a maior preocupação hoje é com o consumo de açúcares que segundo pesquisas mostram que causam mais doenças do que o álcool e o cigarro. A dieta que contem um consumo em conjunto das gorduras e açúcares também é muito prejudicial. Podemos analisar que em doces industrializados ou até mesmo caseiros eles são uma dupla e tanto para denegrir a imagem de qualquer dieta. Fique de olho no consumo dos refrigerante pois são compostos por quase 30% de açúcares.

Dieta de balas e doces
Foto: MinhaVida2006/flickr.com

– Regre seus horários: programe-se para sempre ter um alimento próximo a mão e de fácil consumo, podemos dar o exemplo das frutas como a banana e a tangerina(mexerica) pois ambas são higiênicas, de fácil consumo e seus açúcares são de fácil digestão. Lembrando, preocupe-se com a principal refeição do dia, o café da manhã. Comer de 3 em 3 horas faz com que seu metabolismo se mantenha ativo.

Controle a dieta com banana
Foto: Fayez Al-Fawaz/flickr.com

– Desistir, já mais: lembre-se, a jornada é longa, você não tem pressa e seu foco é o bem estar físico e mental.

Foco na dieta
Foto: Erica Alessandra/flickr.com

Não fique iludido com as dietas milagrosas que são apresentadas na televisão, respeite sua individualidade (o que é bom pra mim, pode não ser bom pra você) e lembre-se “você é o que você come”.

DIETA: O SEGREDO PARA EMAGRECER.

A busca por dietas emagrecedoras está diretamente associada ao bem estar e a intenção de reverter em pouco tempo danos que foram acumulados durante anos.

EMAGRECER É FÁCIL! Basta comer menos e gastar mais calorias!

Dieta no foco
Foto: Erica Alessandra/flickr.com

Podemos fazer dietas radicais e passar horas na academia e alcançaremos nosso peso desejado em pouco tempo, mas e depois? Voltaremos a nossa vida sedentária e comeremos fast food, afinal agora merecemos, nosso objetivo foi alcançado!

É justamente aí que mora o problema, não basta radicalizar é preciso reeducar a alimentação, o tempo, as escolhas e a rotina.

Reeducação alimentar

A reeducação pode ser feita gradativamente, substituindo e experimentando aos poucos novas escolhas. O resultado na dieta de reeducação não será imediato, no entanto, será duradouro, pois os hábitos serão adotados para a vida toda e não por um curto tempo em que se quer perder peso.

Mantenha a dieta
Foto: ✂✂✂✿♥ ANGELA MONI ♥✿✂✂✂/flickr.com

Essa forma de dieta nos sugere hábitos para uma vida saudável, que nos trazem muitos benefícios além do emagrecimento como aumento da imunidade, melhoria da pele e cabelos, controle do colesterol e pressão, entre outras.

Medindo os resultados da dieta
Foto: LianeJorge/flickr.com

Relacionamos algumas mudanças de hábitos que ajudam a perder peso:

  • Comer devagar: deve-se mastigar em média 20 a 30 vezes cada porção colocada na boca;
  • Evitar gorduras: frituras, queijo amarelo,carnes gordas, etc, fazem mal mesmo em pequenas porções;
  • Diminuir o consumo de açúcar refinado e sal: ambos podem ser substituídos por opções mais saudáveis como açúcar mascavo e alho, respectivamente;
  • Preferir carboidratos complexos: substituindo a farinha, pão e massas por suas versões integrais;
  • Beber água: consumir ao longo do dia, em média, 2,5 litros;
  • Consumir frutas e legumes: 3 porções de cada grupo distribuídas nas refeições diárias;
  • Comer de 3 em 3 horas: preferencialmente em horários fixos, totalizando em média 6 refeições diárias;
  • Fazer atividades físicas regularmente: busque atividades que lhe proporcionem prazer, seus momentos de lazer podem ser mais ativos;
  • Substitua refrigerante por suco natural da fruta;
  • Experimente: novos sabores, combinações mais saudáveis;
  • Evite o consumo de alimentos industrializados: alimentos naturais possuem nutrientes que fazem benefícios ao organismo;
  • Não compre o que você não deveria comer: evite a tentação e lembre-se que se não é bom para você também não fará bem a sua família.

Escolha algumas dessas dicas e comece agora mesmo sua reeducação alimentar.

Lembrando que todas devem ser seguidas, sugerimos apenas que comece gradativamente e você alcançará bem estar para vida toda, evitando o efeito sanfona.

Então, gostou de nosso artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.

BEBA ÁGUA, SAIBA O POR QUÊ?

A água é o principal elemento do nosso organismo, ela constitui cerca de 40% a 70% do nosso corpo, dividindo-se em dois compartimentos hídricos conhecidos como intracelular, que vem a ser a parte interna da célula e a extracelular responsável pela união entre células. Nesta divisão podemos encontrar 68% de água intracelular e 32% de água extracelular. Também é encontrada no plasma sanguíneo, sendo este responsável por quase 20% do líquido extracelular. O aumento da massa muscular através do treinamento físico vem a ser uma ocorrência da pressão hidrostática aumentada dentro do sistema circulatório ativo (hipertrofia aguda).

Gota d'água
Foto: Óliver—/flickr.com

Função da água

Tem a função de hidratação corporal com isso mantem o bom funcionamento das nossas capacidades vitais. É o principal nutriente do nosso organismo, importantíssimo na digestão e no transpor te de substâncias dentro e fora das células. A sua ausência em nosso sistema pode causar problemas como cálculos em algumas área do nosso corpo (os mais conhecidos são os cálculos renais), dificuldade na comunicação celular (esse fenômeno causa a falta de concentração) e até mesmo problemas como intestino preguiçoso.

Ingesta de água

Bebendo água
Foto: filipe_fs/flickr.com

Um adulto sedentário em ambiente estável necessita de 2,5 l/dia de água, essa probabilidade em uma pessoa altamente ativa aumenta entre 5 e 10 l/dia. Existem três principais fonte de hidratação: os alimentos, os líquidos e o metabolismo.

Alimentos – todos os alimentos contêm água, variando em baixa ou em grande quantidade. Os principais são as frutas e os legumes.

Líquidos – O aumento da ingesta líquida varia de acordo com os exercícios e o estresse térmico, podendo variar até 6 vezes mais do que a normalidade.

Metabolismo – A água metabólica surge através da quebra de macro-nutrientes dividindo-os em água e dióxido, isso corresponde a 25% de hidratação diária de uma pessoa sedentária.

Excreção da água

 A perda de água no corpo pode ser dada de várias formas, veja os exemplos:

Na urina – tem seu principal foco destinado a eliminação dos co-produtos metabólicos tipo a ureia, sendo que pra ela eliminar 1 g de soluto é necessário 15 ml de água. Por dia são eliminados em média de 1000 ml a 1500 ml de urina.

Água na pele
Foto: alessandrogiraldi/flickr.com

Na pele – esta eliminação é feita sob estimulação das glândulas sudoríparas, com o seu principal foco no resfriamento corpóreo. Em média 350 ml, infiltra-se através dos tecidos mais profundos alcançando a superfície do corpo sendo conhecida de transpiração insensível. Em indivíduos altamente ativos pode ocorrer perda de até 12 litros de suor, em média 1 litro por hora.

Perda como vapor de água – pode variar por conta do ambiente em que o indivíduo esteja. A perda ventilatória de água, ela é bem menor em um clima quente e úmido, sendo que nas baixas temperaturas ela é bem mais elevada como também nas grandes altitudes, por causa da baixa umidade.

Perda de água nas fezes – neste caso a perda de água é de 100 ml a 200 ml, essa quantidade é relativa a 70% da constituição das fezes e os 30% são os matérias indigeríveis e resíduos dos sulcos digestivos.

 Obs. Em casos de diarreias ou vômitos, a perda aumenta variando entre 1500 ml a 5000 ml.

Necessidade de água no exercício – existem meios que variam a necessidade de água na prática do exercício físico, como por exemplo, a intensidade e o volume da atividade física, a temperatura ambiente e a umidade.

Água na atividade física
Foto: Asics Blog/flickr.com

Ao praticar exercícios físicos não esqueça de se manter hidratado. Se o exercício praticado é de grande volume, exercícios estes que requerem tempo acima de 1 h de prática e te exija frequência cardíaca elevada, a hidratação tem que vir com alguns aportes de sais minerais por conta da grande perda de nutrientes. Por isso procure ajuda de um bom profissional da nutrição para lhe orientar a respeito desta hidratação.

TIPOS DE DIETA PARA EMAGRECER

Na busca pela redução de peso encontramos vários tipos de dietas para emagrecer, mas qual é a diferença e as semelhanças entre elas?

Muitas você já fez e outras só ouviu falar. Para ajudar-lhe na escolha da dieta emagrecedora que mais se adequa ao seu perfil listamos abaixo algumas mais procuradas e suas principais características.

1° Dieta Dukan

Livro da dieta Dukan
Foto: Senhora Inspiração! Blog/flickr.com

Esta dieta é dividida em quatro fases, que possuem restrições específicas em cada uma delas. Seu criador, o doutor Pierre Dukan, especifica quais alimentos comer, quais são proibidos, a “dose” de atividade física necessária e a porção de farelo de aveia que deve ser consumida em cada fase.

Podemos encontrar mais informações nos livros do Dr. Dukan (Eu não consigo emagrecer, O Método Dukan Ilustrado, etc) ou no site www.dietadukan.com.br onde também é vendido um programa de acompanhamento nutricional e esportivo baseado neste método.

2° Dieta Ortomolecular e/ou Funcional

Dieta Ortomolecular
Foto: Carolina Ritter Ribeiro/flickr.com

Seu foco é equilibrar o organismo, corrigindo carências e excessos de vitaminas e sais minerais para neutralizar os radicais livres (moléculas que agridem o organismo e aceleram o envelhecimento), visando não só o emagrecimento, mas a melhoria do corpo como um todo: pele, cabelo, unhas, intestino, T.P.M, etc. Baseia-se na redução do consumo de produtos industrializados que devem ser substituídos por produtos naturais acompanhados de suplementos alimentares, quando o médico julgar necessário.

Esta é uma dieta muito específica que deve ser construída para cada paciente baseada em exames específicos do seu metabolismo. Sendo assim o cardápio de uma artista que siga esta dieta pode não servir para você.

 3° Dieta dos pontos (Vigilantes do peso)

Dieta dos pontos
Foto: Juliana Viriato/flickr.com

Esta dieta baseia-se em atribuir pontos ás porções, onde cada ponto equivale a 3,6 calorias.  A vantagem é a liberdade que se tem de comer qualquer tipo de alimento, no entanto você não pode exceder seu limite diário de pontos. Sendo assim, você poderia alimentar-se no café da manhã com pizza e batata frita, mas passaria o resto do dia sem comer mais nenhum alimento. A desvantagem é o risco de não equilibrar as refeições com os nutrientes necessários ao organismo, focando apenas na contagem de calorias.

Encontre as tabelas de pontos no site www.vigilantesdopeso.com.br ou  www.dietapontos.com.br .

4° Dieta Detox ou Detoxificação

Dieta Detox
Foto: Diogo Sarmento Simão/flickr.com

Fundamenta-se na eliminação de toxinas e tem a fama de alcançar emagrecimento rápido, pois atenua a retenção de líquidos pelo organismo alterando “imediatamente” o resultado na balança. Tem como objetivo reequilibrar o organismo através de uma “faxina alimentar” que dura em média 7 dias. Seu “queridinho” é o suco verde que deve ser consumido no desjejum todos os dias. A alimentação diária divide-se em seis refeições leves compostas alimentos naturais e antioxidantes.

5° Dieta Atkins ou Dieta da Proteína

Dieta da proteína
Foto: antigo brechó da sophi/flickr.com

É composta basicamente por proteínas e gorduras na forma de carnes, óleos, manteiga e produtos lácteos, estando proibido o consumo de açúcares e carboidratos refinados. Também é uma dieta composta de 4 fases onde seu criador, o cardiologista Robert Atkins, especifica o que comer e o tempo de duração de cada fase

Baseia-se no conceito de que as proteínas são alimentos de difícil digestão o que nos proporciona a sensação de saciedade por mais tempo outra vantagem é a possibilidade de consumir os alimentos permitidos sem restrições de quantidade. Pode causar tonturas devido à constipação intestinal, aumento do colesterol e insuficiência renal devido ao consumo excessivo de proteínas. Encontre mais informações sobre ela em pt.atkins.com.

Caso você queira mais informações sobre outras dietas, deixe seu comentário abaixo e faremos um post especial para atender aos seus pedidos.

Então, gostou de nosso artigo? Aproveite e deixe seu email na barra lateral a direita, será um prazer enviar-lhe novos posts sobre saúde e qualidade de vida.